Obras em período de chuva: 5 dicas para evitar prejuízos

4 minutos para ler

Na construção civil, é importante considerar, além dos prazos, do orçamento e da compra de materiais, a possibilidade de imprevistos e os períodos de chuva, que podem resultar em atrasos na entrega da obra e em prejuízos financeiros para a empresa.

Os períodos de chuva não são os mais recomendados para executar um projeto de construção. Os transtornos resultantes podem ser representados pela perda de materiais, por acidentes de trabalho, pela ocorrência de erros e retrabalhos, baixa produtividade e outras coisas.

Analisando essa situação, resolvemos mostrar 5 dicas para evitar prejuízos nas obras em período de chuva. Leia e descubra o que fazer!

1. Armazene os materiais de forma adequada

Alguns materiais precisam ser armazenados com cuidado, já que as condições do clima podem gerar a perda deles. O correto é que os materiais mais vulneráveis às alterações do clima sejam alocados no canteiro de obras e fiquem sob proteção contra os ventos, o sol e as chuvas.

O cimento, em contato com a umidade, pode ficar empedrado. Para que não seja perdido material, podem ser usados pallets para que as pilhas fiquem, pelo menos, a uma distância de 10 centímetros do chão.

Os materiais de madeira (portas, janelas, tábuas corridas e outras coisas) também precisam ficar protegidos contra a umidade, pois podem ficar deformados e apodrecer. Os tubos feitos de PVC são passíveis de ressecamento e rachaduras quando são armazenados de forma incorreta, recebendo sol e chuva.

2. Contrate a mão de obra por etapas

Durante as obras em período de chuva, uma forma de evitar prejuízos é contratando a mão de obra por etapas, dispensando o pagamento por dia, que tende a tornar a construção mais cara, pois em dias chuvosos não é possível efetuar alguns serviços.

Para que não haja paralizações, devem-se organizar as tarefas de forma que os profissionais possam fazer outras atividades nos dias de chuva.

3. Redobre a atenção na segurança da obra

Nos dias mais úmidos e chuvosos, é fundamental redobrar a atenção com os trabalhadores para reduzir os riscos de acidentes. Algumas ações que devem ser tomadas são:

  • O uso dos equipamentos de proteção individual (EPIs) que sejam os mais adequados (capa de chuva, botas de borracha, luvas e outros);
  • A atenção nas áreas em que podem acontecer deslizamentos e desmoronamentos;
  • Os cuidados com pisos escorregadios, que podem ocasionar quedas;
  • Os cuidados com os equipamentos elétricos, pois água e eletricidade não combinam;
  • A atenção nos andaimes, pois são comuns os ventos fortes durante chuvas mais intensas.

4. Evite algumas etapas nas obras em período de chuva

O planejamento das obras deve considerar o período úmido como inadequado para realizar as etapas mais críticas, ou seja, elas devem ser efetuadas no período seco.

Enquanto o terreno está sendo preparado, desenvolvem-se atividades que movimentam o solo, como as escavações e a terraplanagem. Por isso, é importante usar lonas para cobrir a área nos dias de garoas ou chuviscos.

A fase de estrutura e alvenaria é crítica também. Trata-se de uma etapa em que o concreto é muito usado e o volume alto de água pode comprometer a resistência e a consistência do material. Nesses dias chuvosos, seria interessante efetuar outras atividades, deixando essa etapa para dias de sol.

5. Fique atento ao surgimento de mofo

Durante as obras em período de chuva, pode acontecer um inconveniente: o mofo. Ele costuma aparecer devido à umidade nas paredes internas de construções com pouca ventilação ou que recebem incidência solar insuficiente. O pH da superfície e a temperatura do ambiente também contribuem para a criação do mofo.

Os fungos que dão origem ao mofo são microrganismos que se alimentam de matéria orgânica. Nos materiais de construção civil, há uma forte tendência para o desenvolvimento de mofo, como madeira, compensado, gesso, aglomerado, placa acartonada e outros.

Para levar a cabo obras em período de chuva, os cuidados devem ser redobrados, a fim de evitar acidentes, perda de materiais, atrasos e gastos mais altos.

Já está alerta a esses cuidados? Para concluir, vamos dar outra dica, não para evitar prejuízos durante as chuvas, mas para aumentar sua rede de contatos: siga a gente no Facebook, no Instagram e no Youtube!

Posts relacionados

Deixe um comentário