Você sabe como fazer um cronograma de obras de sucesso?

4 minutos para ler

Cumprir o prazo de obras é um dos aspectos mais importantes para que tudo aconteça com sucesso. O planejamento é indispensável, já que permite que cada passo seja executado no tempo certo. É por isso que o cronograma de obras é fundamental.

Ele corresponde a um “mapa” com todos os processos e seus prazos, até a entrega finalizada. Já que funciona como uma espécie de calendário, orienta o que deve ser realizado e quando tudo tem que ser encerrado. O resultado? Menos atrasos e muito mais eficiência.

Na sequência, separamos 4 dicas para fazer um cronograma de obras de sucesso. Confira e descubra como agir!

Defina as atividades

O primeiro passo trata do conhecimento sobre quais atividades têm que ser executadas. Uma pequena reforma terá menos procedimentos, enquanto uma construção robusta envolverá vários cômodos e muitos processos.

Esse momento, portanto, inclui o reconhecimento de tudo o que deve ser feito para que a obra possa ser considerada concluída. Assim, todos os aspectos são considerados para montar o cronograma adequado.

Estabeleça prioridades

Apesar de todos os processos serem necessários, alguns são mais importantes. Principalmente, alguns precisam acontecer antes dos outros, o que exige a criação de uma sequência lógica. O piso só pode ser assentado se o contrapiso estiver pronto, por exemplo.

Com a definição de prioridades, é possível definir o que deve ocorrer em primeiro lugar e o que precisa ser feito para a próxima fase. Além disso, é um jeito de identificar o relacionamento entre as tarefas e como um atraso pode prejudicar os outros pontos.

Estime o tempo de cada passo

Após criar a ordem do que deve ser executado, é preciso saber qual é o prazo médio de realização. Quanto maior ou mais complexa for uma obra, maior será o tempo necessário para a finalização. Nesse processo, também devem ser considerados outros aspectos, como a mão de obra disponível.

Ao encontrar os valores referentes a cada atividade, é possível distribuí-las, de acordo com o prazo existente. Assim, o reconhecimento é essencial para que a entrega não estoure o período previsto.

Elabore o cronograma de obras

Depois do planejamento inicial, é hora de colocar tudo em prática. O cronograma serve para exibir como todas as atividades se conectam, quais acontecem antes e depois e qual é o prazo de cada uma. Com a visualização completa, será mais fácil realizar a entrega.

Utilize as ferramentas certas

Ao mesmo tempo, pode ser difícil plotar todos esses dados. Para simplificar, vale recorrer às ferramentas certas. O cronograma físico-financeiro é um excelente recurso para entender os gastos e as entregas que ocorrem com os prazos.

Também é possível aproveitar a tecnologia, como planilhas ou até plataformas automáticas de gestão. Com os softwares e apps certos, o processo fica descomplicado.

Evite perdas e retrabalhos

Impedir que os atrasos se concretizem é essencial para que tudo seja cumprido. Nem todo imprevisto pode ser impedido, mas alguns exigem apenas determinados cuidados simples.

Usar uma boa proteção de piso, por exemplo, evita quebras e a necessidade de troca. Com menos retrabalhos, há uma redução nos custos e no uso do tempo. Proteger a pintura na fase de acabamento, os ralos contra resíduos, as quinas, as bancadas e outros aspectos, também é essencial.

Por isso, vale a pena pensar em quais são as situações que podem gerar perdas e definir meios de controlá-las. Por esse motivo recomendamos utilizar produtos eficazes neste tipo de proteção, atualmente existem no mercado produtos específicos para cada tipo de proteção de superficies.

Montar um bom cronograma de obras é indispensável para obter sucesso. Conjugado ao orçamento, é um recurso fundamental para conquistar a satisfação e um bom nível de produtividade.

O nosso post foi útil? Por falar na parte financeira, aproveite e descubra como montar um orçamento de obras.

Posts relacionados

Deixe um comentário